Free songs
Vilhena, Rondônia, - E-Mail conesulnoticias@hotmail.com

Página inicial / Capa / Nova fase: Depois de mais de uma década, Hospital Regional de Vilhena volta a comprar equipamentos

Nova fase: Depois de mais de uma década, Hospital Regional de Vilhena volta a comprar equipamentos


Notícia publicada em 16 de junho de 2017

Mais de 27% da receita está sendo investida no setor; aparelho de Raio-X digital deve chegar em breve

 carrinh de anestesia

A Secretaria Municipal de Saúde (SEMUS) confirmou nesta quinta-feira, 15, que o projeto de compra de um aparelho de Raio-X digital, investimento na ordem de R$ 400 mil, está em fase final e em 45 dias o equipamento estará à disposição da comunidade.

A compra do aparelho foi uma proposta apresentada pela prefeita de Vilhena, Rosani Donadon (PMDB) que defende a ampliação de atendimentos desenvolvidos pela rede de saúde municipal.

Atualmente, o Município de Vilhena conta apenas um um aparelho de Raio-X que fora adquirido há mais de 15 anos.

Em conversa com técnicos da saúde pública, a chefe do Poder Executivo local elencou o trabalho que já foi feito neste primeiro semestre de mandato e destacou que há ainda muito a ser feito, porém todo o descaso do passado dificulta as benfeitorias planejadas pela atual gestão. “Assumimos um Município falido, que não conseguia realizar nenhum tipo de investimento. Os servidores recebiam atrasados, e os encargos eram todos pagos com atraso. Lamentavelmente, os adversários não desceram do palanque e ainda tentam atrapalhar a gestão. Em poucos meses de mandato já entregamos 2 aparelhos de anestesia geral para o centro cirúrgico (FOTO), além de 8 monitores multiparametros e quatro ventiladores pulmonares para a UTI”, relembrou a prefeita.

Rosani Donadon vem trabalhando dentro de uma linha coerente, buscando o equilíbrio das contas públicas e focando em investimentos para ampliar a gama de atuação municipal. “Prometemos mudar a saúde e estamos garantindo isso. Não posso transformar um setor tão complicado em menos de seis meses de mandato. Entretanto, o que já foi feito dá uma dimensão do que será executado nos próximos meses”, diz a prefeita.

De acordo com dados fornecidos pela SEMUS, a prefeita de Vilhena investiu 27% da receita municipal no setor. A lei exige que o gestor deve investir no mínimo 15% na saúde municipal. “Sabemos que há muito a ser feito, e estamos trabalhando incansavelmente para estruturar mais ainda o setor”, arrematou.

Comentários

Faça seu comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos requeridos são marcados *

*

Ir para o topo