Free songs
Vilhena, Rondônia, - E-Mail conesulnoticias@hotmail.com

Página inicial / Capa / Idosa que aguarda por cirurgia no HR de Vilhena consegue contato com familiares após 30 anos

Idosa que aguarda por cirurgia no HR de Vilhena consegue contato com familiares após 30 anos


Notícia publicada em 3 de agosto de 2017

Paulina Gomes dos Santos, uma piauiense de 84 anos, moradora da cidade de Corumbiara e que aguarda cirurgia no Hospital Regional de Vilhena há mais de dois meses, irá reencontrar a família depois de mais de 30 anos.

A históriaidosa

A idosa, que apesar de ter nascido do estado do Piauí, se casou e morou durante boa parte da vida em Minas Gerais. Lá ela gerou 10 filhos, tendo perdido um de seus rebentos. Conforme os outros 9 filhos de Paulina iam crescendo, iam também deixando a casa de sua matriarca e se mudavam da pequena cidade mineira.

No ano de 1983, já sem nenhum filho em seus domínios,Paulina decidiu juntamente com seu marido vir para o estado de Rondônia. O casal desembarcou na cidade de Colorado do Oeste e lá fez morada. Algum tempo depois, o marido de Paulina faleceu e ela se viu sozinha e sem nenhum contato com os filhos. Ao se mudar para o município de Corumbiara, a guerreira se casou novamente e foi morar em sítio com seu novo cônjuge.

Há cerca de dois meses, Paulina que é evangélica, chegava à igreja que congrega e ao descer do veículo que lhe dera carona, “pisou em falso” e fraturou o fêmur. De imediato a idosa foi levada ao Hospital Municipal de Corumbiara e após alguns exames, foi conduzida para a cidade de Cerejeiras. Lá foi constatado, que, Paulina havia quebrado o osso mais longo do corpo (fêmur) e assim, ela foi trazida para o Hospital Regional de Vilhena.

Apesar do caso triste, esse foi o caminho que fez com que a idosa voltasse a ter ligação com seus familiares. Na última semana, o presidente do Sindsul, Wanderley Ricardo Campos, compartilhou uma postagem que se referia à idosa, que procurava por seus filhos, em seu perfil em uma rede social e na tarde de ontem, terça-feira, 01, obteve resposta de uma das filhas de Paulina.

Mediante isso, a filha ligou para o telefone deixado na postagem e após mais de 30 anos, pode conversar com a mãe. “Foi uma emoção gostosa poder falar com minha filha. Foi como se eu estivesse comendo um prato delicioso de comida”, declarou a animada senhora. No vídeo abaixo, a senhora de 84 anos manda um abraço aos filhos e diz “Mando um abraço pra quebrar os ossos de meus filhos”.

Os familiares estão em conversa para decidir quem irá vir para a Vilhena, convencer Paulina a se mudar para a cidade de São Paulo, onde mora a maioria dos filhos dela.

A operação

Paulina Gomes espera por uma vaga no Hospital de Cacoal, já que foi informada de que no HR de Vilhena, esse tipo de cirurgia não é feita. Em conversa com uma assistente social, que acompanha o quadro da idosa, durante todos esses 60 dias, não houve vaga para encaixar Paulina na fila de cirurgia em Cacoal.

 

Assessoria Sindsul

Comentários

Faça seu comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos requeridos são marcados *

*

Ir para o topo