Free songs
Vilhena, Rondônia, - E-Mail conesulnoticias@hotmail.com

Página inicial / Capa / PF deflagra operação contra quadrilha que roubava carros e trocava por drogas em cidade de Rondônia

PF deflagra operação contra quadrilha que roubava carros e trocava por drogas em cidade de Rondônia


Notícia publicada em 8 de março de 2018
Polícias Civil e Militar participaram das ações nesta quinta-feira
A Polícia Federal, por meio da Delegacia de Ji-Paraná, e em conjunto com as polícias Civil e Militar, deflagrou nesta quinta-feira (8), a Operação Hades, tendo como objeto a desarticulação de uma Organização Criminosa que praticava roubos de veículos na região de Rolim de Moura para a troca por drogas advindas da Bolívia.
A organização criminosa foi descoberta em razão de um trabalho da Delegacia de Polícia Civil em Rolim de Moura juntamente com a seção de inteligência da 4ª CIA do 4º Batalhão de Polícia Militar, os quais, após alguns meses de trabalho de Inteligência Policial, encontraram fatos que – face ao caráter transnacional – passaram a ser objeto de competência da Justiça Federal, e consequentemente, da Polícia Federal.
Importante frisar que a organização criminosa empregava mecanismos violentos para o cometimento desses crimes, valendo-se de ameaças às vítimas pelo uso ostensivo de armas de fogo. Além disso, os envolvidos negociavam os veículos no país vizinho em troca de drogas que eram comercializadas na própria região de Rolim de Moura, subsidiando desta forma a continuidade das práticas criminosas.
Nesse ínterim, após a identificação dos suspeitos e a apresentação de fortes indícios de cometimento dos crimes, 23 policiais federais, 22 policiais civis e 12 policiais militares deram cumprimento a 12 mandados de prisão e 11 mandados de busca e apreensão expedidos pelo Juízo da Subseção Judiciária da Justiça Federal em Ji-Paraná.
Os envolvidos no esquema serão enquadrados nos crimes de tráfico transnacional de drogas (art. 33, §1º c.c art.40, inciso I da lei n. 11.343/2006), roubo majorado pelo uso de arma (art. 155, 2§, inciso I do código penal) e organização criminosa (art. 2º da lei n. 12.850/2013), com penas que podem passar de 15 anos de reclusão.
A denominação escolhida para a Operação faz alusão ao deus Hades da mitologia grega, que representa o submundo, numa permanente luta entre o bem e o mal.

Fonte: Foto: Divulgação
Autor: Assessoria

Comentários

Faça seu comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos requeridos são marcados *

*

Ir para o topo