Polícia Civil em Rondônia elucida 60% dos casos de homicídios no ano de 2017 | Conesul Notícias Free songs
Vilhena, Rondônia, - E-Mail conesulnoticias@hotmail.com

Página inicial / Policial / Polícia Civil em Rondônia elucida 60% dos casos de homicídios no ano de 2017

Polícia Civil em Rondônia elucida 60% dos casos de homicídios no ano de 2017


Notícia publicada em 24 de abril de 2018

Foram constatados que 75% dessas vítimas de homicídio estavam envolvidas com o uso ou com tráfico de drogas.15245783565adf38344954a

A Polícia Civil do Estado de Rondônia apresentou na semana passada a estatística de homicídios ocorridos no Estado nos últimos dois anos. Em 2016, foram registradas 565 homicídios, sendo elucidados cerca de 57%. Já em 2017, foram registrados 515 homicídios, sendo elucidados cerca de 60% dos casos pela Polícia Civil. Vale ressaltar que dos 361 homicídios registrados no interior, ao longo do ano de 2017, 229 foram solucionados, registrando assim 63,4% de elucidação. Na Capital, dos 154 homicídios registrados em 2017, 80 deles foram solucionados, registrando 51,9% de casos elucidados.

De acordo com o Delegado da Polícia Civil e Diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI), Arismar Araújo, os números apresentados demonstram parte do trabalho realizado pela Polícia Civil nos casos de crimes contra a vida, tendo índice de elucidação acima da média nacional. “A Polícia Civil de Rondônia tem uma política bastante definida e objetiva na apuração de crimes contra a vida. Nós estamos especializando as equipes no interior do Estado e nas cidades de grande porte. Temos um serviço pericial de boa qualidade, mas o diferencial é o interesse dos policiais em fazer um excelente trabalho juntamente com os delegados”, afirmou Arismar.

O Delegado da Polícia Civil revela ainda a importância das denúncias anônimas que ajudam no trabalho da polícia para chegar até os autores de homicídios. “Há uma confiabilidade com a população o que aumenta o fluxo de informações para a Polícia Civil e isso tem mostrado seus resultados. A Polícia sempre conta com a ajuda da população e do empenho das equipes com os trabalhos técnicos para chegar até os autores de homicídio”, destacou.

Sobre o perfil das vítimas, Arismar Araújo disse que durante o trabalho desenvolvido em 2016 e 2017, foram constatados que 75% dessas vítimas de homicídio estavam envolvidas com o uso ou com tráfico de drogas. “A questão do tráfico tem uma influência muito grande em relação aos crimes de homicídio em Rondônia e não descartamos também brigas entre facções criminosas para ficar com áreas de venda de drogas. Constatamos também que 15% dos crimes de homicídios no interior são praticados por menores”, esclareceu.

Vale salientar que o aumento da produtividade da Polícia Civil no esclarecimento dos crimes de homicídios é reflexo da instalação de Delegacias Especializadas no Interior do Estado proposto pela gestão atual da Polícia Civil. “A política de especialização em alguns municípios vem se mostrando corretíssima e essa experiência é algo que Rondônia pode compartilhar com os demais estados”, comenta Arismar.

O Delegado-Geral da Polícia Civil do Estado de Rondônia, Eliseu Muller, explica que a ideia de implementar as Delegacias Especializadas no interior é garantir resultados eficientes em crimes considerados graves para a sociedade. “Constituímos delegacias especializadas nos crimes contra a vida em Vilhena, Ji-Paraná e Cacoal, nestes municípios, já é possível visualizar os reflexos positivos desta iniciativa de gestão. Em breve, novas unidades de delegacias especializadas serão implantadas”, disse Eliseu.

Fonte: Ascom PC/RO

Comentários

Faça seu comentário

Deixe um comentário

Seu endereço de email não será publicadoCampos requeridos são marcados *

*

Ir para o topo